Jornalismo de Interesse

 

Por : Gabriel Fini

Nós somos estudantes de jornalismo, pela Fatea, entendemos pouco sobre as “malevolências” do mercado profissional.

O jornalismo tem como premícias “criar memória, educar e transformar a realidade”, ou pelo menos nos foi passado isso, pois quando chegamos ao mercado de trabalho somos sugados pelo interesse de uma minoria que tem o poder.

Assista ao vídeo primeiro, assim você entenderá do que estou falando.

 

 

 

Após este comentário, a jornalista Salete Ramos foi demitida da TV Cultura.

Qual foi o seu erro?

A informação passada era de extremo interesse público, ela criava memória, educava e, quem sabe, poderia transformar a realidade nacional. Seu texto foi perfeito, pois tudo que ela disse foi sem o TP (um sistema que projeta o texto para o apresentador, assim ele não tira os olhos da câmera), ou seja, sua capacidade de organização de pensamento era ótima.

Então, qual foi o erro?

A resposta é simples, o Bradesco era o patrocinador do telejornal, a Cultura é uma TV “pública” e o governo federa é o principal anunciante da emissora.

O erro foi o jornalismo ter ficado prezo aos interesses publicitários, a liberdade de expressão ser superada pela “liberdade econômica”.

Infelizmente, o jogo de interesse domina todas as áreas, no jornalismo não é diferente. Cabe aos novos profissionais mudarem este panorama.

Explore posts in the same categories: Vídeos

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: