Vida em República

Por: Elaine Santos

 Água, luz, telefone, aluguel, transporte, alimentação, festas, internet, cerveja, pessoas desconhecidas, culturas diferentes e algumas manias estranhas, essa é a vida em república, longe de casa, dos amigos, da família.

De repente, a pessoa passa de um mero estudante a universitário, deixa para trás todo o conforto da casa dos pais e vai morar em uma cidade distante, onde tudo é novo. Antes escola do ensino médio, agora, faculdade, o recreio virou intervalo e a famosa recuperação tornou-se DP, eis que o universitário agora tem que escolher em qual república vai morar, quem serão seus novos amigos e como se virar sozinho dividindo o tempo entre estudos, contas e muitas festas.

 Estudar fora nem sempre é uma tarefa fácil. Além dos custos da república, o estranho também assusta. “No começo é gostoso toda essa diferença, depois passa a te incomodar até que você se adapta e aprende a conviver com o desconhecido, a respeitar opiniões”, diz a universitária de Andradina/SP, Flavia Paulino Venturelli, 22 anos, aluna do 5º ano de Engenharia Química da EEL-USP (Escola de Engenharia Química de Lorena).

Nem tudo é só festa, algumas pessoas não conseguem adaptar ao novo ambiente, aos novos colegas e desistem. “No começo é você por você mesmo”, afirma o universitário de Itapira/SP, José Hermínio Luppe, 20 anos, aluno do 3º ano de Direito da Unisal, que divide a república K-ipira com mais 5 pessoas.

Há quem prefira morar sozinho, por questão de privacidade, como é o caso do universitário de Marília/SP, Fernando Maia Gradim, 22 anos, aluno do 5º ano de Engenharia Química da EEL-USP.  “Morando sozinho você tem sua liberdade, mas você fica acomodado, tornando uma pessoa individualista e começa a inibir os relacionamentos”, admite o estudante se referindo ao lado ruim de não dividir a casa com ninguém.

Morar sozinho, maior privacidade e também maiores gastos. As despesas ficam por conta dos pais que gastam em torno de R$ 800,00, sem contar Internet, balada, empregada. Os custos de uma república podem variar entre R$ 400,00 e R$ 2000,00 reais por mês, dependendo da situação financeira de cada um.

Alguns estudantes realizam estágio remunerado e com isso ajudam os pais na hora de pagar as despesas.

 Pensando no custo de vida alto para estudar longe de casa, alguns restaurantes e lanchonetes da cidade de Lorena, oferecem um desconto de 15% aos universitários. Ainda assim, fica mais barato comer na república.

As imobiliárias da cidade com o intuito de facilitar a vida dos estudantes, ao emitir o contrato aceitam que o fiador seja de outra cidade, possibilitando que os próprios pais o façam. 

As repúblicas têm uma vez por semana alguém que faça a faxina da casa, o que não exime os estudantes de suas obrigações. Existe um cronograma que fica fixado em um quadro próprio  ou na porta da geladeira, onde diz o que e quem fará determinada tarefa e em qual dia. “Cada um é responsável por uma atividade, tudo é dividido”, diz o universitário de Barretos/SP, Guilherme Gonçalves Motta, 22 anos, aluno do 5º ano de Engenharia Química da EEL-USP.

A vida em república ensina os universitários a cozinhar, lavar e passar, já arrumar, é um quesito do qual eles não dão muita importância. 

 Família 

Distante dos pais, os universitários encontram nos amigos o apoio para suprir a saudade da família. “Todos vivemos a mesma situação de carência. Aqui é um precisando do outro e os amigos acabam se tornando nossa segunda família”, afirma o universitário Fernando Gradim.

“Esses anos longe de casa, vivendo em república, ajuda a dar mais valor nos momentos em família”, diz o estudante de Itajubá/MG, Leonardo da Cruz Souza, 20 anos, aluno do 2º ano de Jornalismo da Fatea.

 Curiosidades

Uma república esconde várias surpresas. É comum encontrar uma parede de assinaturas, onde todos que passarem por lá tem que registrar a sua visita. Dentre as curiosidades até unha encravada ganha festa de aniversário, com direito a bolo e velinha, já que tudo é motivo para festa entre os universitários. O mais inusitado é o bicho de estimação, Stuart, o “pequeno” ratinho que morreu após comer a piscina de plástico, que alegrou os dias dos estudantes durante quase 1 ano.

Criatividade

Universitário é sinônimo de criatividade. Tendo que se virar sozinho, eles inventam as coisas mais “bizarras” possíveis.  É engano pensar que garrafa térmica não tem função na república, ela pode servir de base para o Narguilé ou arguile. Para os criativos universitários até geladeira vira freezer, deitada, sem motor e sem as prateleiras, ela serve para conservar gelada a cerveja durante uma festa na rua e o churrasco, pode ser improvisado em um carrinho de supermercado.

 Balada

Onde tem universitário há muita diversão. Finais de semana que começam na quinta-feira, muitas festas e lógico, balada. Em vários ambientes podemos encontra-los, como Cervejaria do Gordo (Guará), Refúgio (perto da Fatea), Castelinho (perto da Unisal), Giga Bar (Lorena), Manguetown (Lorena), Clube Comercial de Lorena, Casa da Sogra (guará) e não pode faltar as festas nas próprias repúblicas, onde os estudantes se reúnem todo fim de semana, em especial, a República K-ipira, o point de vários universitários da EEL-USP, Unisal, Fatea e Unesp. 

O que tem em uma república?

“Tem um monte de coisa que não serve para nada e o que precisa não tem”, diz o universitário de 22 anos, Danilo Vieira Sampaio, estudante do 2º ano de Engenharia Civil da Unesp de Guaratinguetá. É comum encontrar placas do tipo, “vende-se”, “aluga-se”, sinais de trânsito, cartazes de cervejas nas paredes, cones, cavaletes, um monte de coisas sem finalidade específica.  

Explore posts in the same categories: Gerais

One Comment em “Vida em República”

  1. Johnny Says:

    Olá estava pesquisando justamente uma republica perto da unisal pois moro em são paulo e não conheço praticamente nada sobre a cidade de lorena. Queria saber se podi me informar sobre republicas, preço de se viver ai, empregos etc… Irei prestar no ano que vem mas tenho que convencer minha familia que irei sobreviver ai.
    Obrigado!


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: