Eles gastam mais do que ganham.

Jovens até 30 anos são as maiores vítimas do crédito

Eduardo Góis

Depois de algumas tentativas, o jovem Pablo Soares de 21 anos conseguiu entrar para faculdade de rádio e TV e está cursando o segundo ano.Como resultado é a realização de um sonho que se completa a cada dia.Mas nem tudo são flores.

O jovem faz parte dos 39 % ,da fatia dos jovens entre 21 e 30 anos, no universo dos inadimplentes, que cresce de forma assustadora.Arcar com as despesas dos estudos e outras compras não é tarefa fácil, segundo a empresa Telecheque, 10% deles têm até 20 anos

Para conseguir se sustentar na faculdade ,o estudante tem que fazer uma jornada dupla de trabalho,em uma rádio da cidade e na assessoria de imprensa da prefeitura.Mesmo assim ainda não é o suficiente.

“Não é fácil,tenho uma carga horária pesada,hoje eu tenho 50% de desconto na mensalidade pelo estágio na rádio e para pagar o restante, trabalho na assessoria,mesmo assim ainda não ganho o necessário para honrar todas as despesas.”, afirma Pablo.

Caso parecido foi o do estudante de direito,Jeferson Santos ,mas o problema dele, não foram os compromissos com a faculdade e sim com os cartões de crédito.

O banco o qual ,o jovem era cliente ofereceu dois ótimos cartões de crédito com limites a perder de vista,senha para sacar dinheiro extra no caixa eletrônico, e ainda um belo cheque especial.A conseqüência de tantos serviços prestados pelo banco e usufruídos por Jeferson, foi ter seu nome bem estampado no Serviço de Proteção ao crédito – (SPC) e no Serasa.

“Eu perdi o controle , não tinha dinheiro pra pagar e quando eu conseguia pagava somente a parcela mínima”,diz Jeferson.

Em entrevista ao site da Faculdade Universia, o psicoterapeuta do Departamento de Psicologia da PUC-Campinas (Pontifícia Universidade Católica de Campinas) Hipólito Carretoni Filho,disse que, este comportamento de consumo não se reflete apenas nas compras, mas no modo como os jovens encaram a vida hoje. Muitas vezes atraídos por circunstâncias que agradam a curto prazo.

Soares e Jeferson,fazem parte de um grupo cada vez mais comum na família brasileira contemporânea. São os jovens endividados. Além de adiar a saída de casa,esses que na maioria são estudantes, não conseguem ajudar nas despesas familiares, nem tampouco pagar as próprias contas. Pior: gastam mais do que devem e acumulam dívidas. Muitos estão simplesmente falidos e entraram na lista negra das entidades de proteção ao crédito.

O terapeuta financeiro e economista Reinaldo Domingos, explica que para conseguir pagar todas as dívidas e manter-se em dia com as contas é necessário fazer um planejamento.

“Para conseguir realizar os sonhos o jovem,ou qualquer pessoa tem que estar sadio financeiramente.Traçar planos,metas e objetivos é o primeiro passo”,ressalta Domingos.

De acordo com o economista comprar à vista e fugir dos cartões de crédito é sempre a melhor opção.

 

Explore posts in the same categories: Gerais

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: